Cristianismo e Budismo São Partes de um Todo Contínuo e Harmonioso

“O Cristianismo, então, foi introduzido no mundo com uma relação especial com as grandes religiões do Oriente, e sob a mesma regência divina. E muito longe de ser concebido como um rival e suplantador do Budismo, ele era a direta e necessária continuação desse sistema. Os dois são apenas partes de um todo contínuo e harmonioso, no qual a parte que veio por último é somente o indispensável acréscimo e complemento da parte que veio anteriormente”. [Anna Kingsford e Edward Maitland. The Perfect Way (O Caminho Perfeito), pp. 250-251]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *