A Esfinge Helena Blavatsky

A Esfinge Helena Blavatsky Marina Cesar Sisson “O conhecimento e compreensão desses aspectos e acontecimentos polêmicos da vida de Madame Blavatsky é que podem nos permitir vê-la como o ser humano que foi, e não como um mito do qual são suprimidos todos os defeitos e aspectos que poderiam nos escandalizar. Ao mesmo tempo, essa… Leia mais

O Guardião de Meu Irmão

O Guardião de Meu Irmão C. Jinarajadasa “Em uma terra antiga como a Índia, onde existe hoje tantas religiões, não há necessidade alguma de adicionar qualquer ensinamento que possa ser chamado de novo. (…) Contudo, se examinarmos todos esses ensinamentos, notaremos que eles se concentram principalmente na vida do indivíduo e não particularmente em suas… Leia mais

Dr. Taimni Sobre a Tarefa de Renunciar aos Desejos Inferiores

“Aqui está um ideal positivo e uma perspectiva de vida que não desencorajará o candidato, mas, pelo contrário, infundirá em sua vida o maior entusiasmo e inspiração, desde que esteja pronto e realmente sério. Não há nada que toque tão eficazmente a corda mais íntima do nosso ser e produza uma resposta simpática e vibrante… Leia mais

Enquanto Não Forem os Filósofos Reis, Ou os Reis e Soberanos Filósofos Genuínos e Capazes, Não Haverá Tréguas dos Males

“Enquanto não forem, ou os filósofos reis nas cidades, ou os que agora se chamam reis e soberanos filósofos genuínos e capazes [N.A.: Platão usa esses adjetivos (genuínos e capazes) porque filosofia para ele é verdadeiro amor e vivência da sabedoria, a qual é muito mais do que conhecimentos intelectuais, como no Livro da Sabedoria,… Leia mais

O Credo do Cristianismo

Tradução: Daniel M. Alves – oficinadotexto@gmail.com Revisão e edição: Arnaldo Sisson Filho [Embora o texto em inglês seja de domínio público, a tradução não é. Esse arquivo pode ser usado para qualquer propósito não comercial, desde que essa notificação de propriedade seja deixada intacta.] (p. 94) (*) O CREDO DO CRISTIANISMO INTERPRETAÇÃO I (1) Credo… Leia mais

A Completa Libertação Espiritual Também É Chamada de Deus, Buddha, Sabedoria Divina, Iluminação ou Teosofia

“Como todos sabem, a libertação total da autoridade da lei ou poder que a tudo penetra [N.A: a Lei do Carma, ou Justiça Divina], libertação chamada Deus pelos padres – Buddha, Sabedoria Divina e Iluminação ou Teosofia, pelos filósofos de todas as épocas (…)”. (Mahachoan. In C. Jinarajadasa, editor. Letters from the Masters of the Wisdom,… Leia mais

Somente Crescem em Espiritualidade Aqueles a Quem a Infelicidade dos Outros Entristece

“Somente crescem em espiritualidade aqueles a quem a infelicidade dos outros entristece, aqueles para quem uma boa refeição é amarga enquanto há seres que têm fome, aqueles para quem o luxo é um fardo enquanto existem homens que nada possuem. Esses é que edificarão a nova civilização porque estão prontos a sacrificar a felicidade que… Leia mais

Teosofia e Fraternidade Universal (18): Referências Bibliográficas

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DAS CITAÇÕES (Capítulo XVIII (final) da obra “Teosofia e Fraternidade Universal“) BACON, Francis. Novum Organum: Verdadeiras Indicações Acerca da Interpretação da Natureza. São Paulo, Abril Cultural, 1973. 278 pp. BARKER, A.Trevor., comp. The Mahatma Letters to A.P. Sinnett. Pasadena, Theosophical University Press, 1975. 589 pp. BESANT, Annie. A Fraternidade Aplicada às Condições Sociais,… Leia mais

Teosofia e Fraternidade Universal (17): Importância (Decisiva, Porém Restrita) da Realização Espiritual

XVII – A REALIZAÇÃO DA VERDADE INTERNA (DECISIVA, PORÉM RESTRITA): O Terceiro Objetivo da Sociedade Teosófica (Capítulo XVII da obra “Teosofia e Fraternidade Universal“) 193 – “Com a compreensão do externo o movimento interno tem início, não em oposição ou em contradição. (…) Somente então o movimento interno tem validade e real significado.” (J. Krishnamurti,… Leia mais

Teosofia e Fraternidade Universal (16): Importância do Estudo Comparado

XVI – A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO COMPARADO: O Segundo Objetivo da Sociedade Teosófica (Capítulo XVI da obra “Teosofia e Fraternidade Universal“) 176 – “Pois é somente através do estudo das várias grandes religiões e filosofias da humanidade e da comparação desapaixonada delas com uma mente sem preconceitos, que os homens podem esperar alcançar a verdade.”… Leia mais